ponto de vista

Quando era criança costuma ficar em cima da casa a noite observando os aviões que passavam, ficava imaginando de onde vinham, para onde íam, que pessoas estavam aí, o que estavam pensando. De certa forma tinha um pouco de inveja delas por elas estarem indo a algum lugar. Era um sentimento estranho. Hoje em dia, depois das mudanças em minha vida, parece que minhas possibilidade se ampliaram. Me sinto bem mais capaz de fazer as coisas. Mesmo que às vezes surja  um sentimento de desânimo, o que impera é que existem possibilidades.