Um cheiro forte, levemente ácido, predomina no ambiente, a pouca luz disponível dá uma aparência sombria à sala. Em um canto próximo à janela, se encontra uma figura incomum, sentado, com uma roupa preta, velha e gasta. Tem nas mãos um livro velho com a capa em couro, a lombada gasta e o topo levemente rasgado demonstram o quanto é retirado da estante. Com oito dedos nas capas, e os polegares nas paginas amareladas e encardidas, a figura tem os olhos vermelhos, úmidos, demonstrando muito tempo sem dormir.

De seu rosto pende uma espessa barba negra, cheia, seus cabelos aparentam não serem cortados há vários meses. Sua pele mostra sinais de idade avançada, algumas marcas, manchas e pontos comuns, porém com uma marca em especial notável. Uma cicatriz na testa, não muito profunda, levemente avermelhada; retratando com sua pele clara, a cicatriz lembra os antigos desenhos representando relâmpagos. Em seu nariz, pode se notar grandes óculos redondos de aros pretos com uma emenda entre as lentes. Na capa do livro lê-se, em uma letras grandes e bem elaboradas “HP”.

Anúncios