Lembramos para não esquecer.

 

 

O passado não existe, o futuro também não. O que há é somente presente, que passa e desaparece. Nos prendemos em nossas lembranças que acreditamos serem nossas. Registros, gravações, escritos. As pilhas de coisas vão se tornando insuportáveis e nos obstruindo de progredir. O passado teima em não ir embora como deveria. As vezes atitudes drásticas são necessárias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s