Digitalizando Fitas Cassete – Parte 2: VHS

De volta ao mesmo tema, me dei conta que não haveria lógica em digitalizar todas as fitas de áudio e manter as fitas VHS em seu formato original. Então continuei as digitalizações trabalhando nas fitas VHS. Elas estão em menor número e é mais complicado conseguir um vídeo cassete em bom funcionamento, isso me incentivou a esta prioridade.

Acredito que com 1 ou 2 fitas por dia termino em menos de um mês, uma vez que não preciso acompanhar todo o processo de digitalização da fita.

Eu uso um computador com processador Pentium 4, 1 GB de ram, um HD de 40GB e uma placa de captura PCI da PixelView. Os vídeos são capturados em formato MPEG 2 e depois convertidos para Mpeg4 no formato MKV. No final tem aproximadamente 6 Horas em 1GB de arquivo.

2015-03-14 10.00.00

Digitalização de Fitas Cassete: Parte 1

2015-03-09 18.37.21

Há anos coleciono uma grande quantidade de fitas cassete, dentre muitos outro multimeios(mas isso é assunto pra outra oportunidade), Entretanto tenho ficado sem espaço, como a maioria das pessoas. Portanto iniciei um projeto de digitalização e posterior descarte do material que possuo, pretendo manter somente um exemplar de cada modelo de fita para coleção.

A ideia é simples, digitalizar o áudio e fotografar a própria fita e todo o material que estiver junto, como capa, anotações, etc.

Tive que escolher um formato para o áudio, o mais popular acaba sendo o mais confiável, portanto escolhi MP3. Minhas fitas não são de alta qualidade e definição, então para a codificação do arquivo MP3 escolhi 16bit, 128kbps.

Acredito que conseguirei colocar todo meu acervo de fitas (ainda não sei quantas) em um cartão microSD de 32gb.

Quando terminar faço um relatório total.